Bate-papo Independente com Larissa Rosado

Larissa Daniela da Escóssia Rosado, nascida em 22 de julho de 1974, é uma política mossoroense, atualmente filiada ao PSDB. Exerceu mandato de Deputada Estadual por quatro mandatos (2003-2006, 2007-2010, 2011-2014, 2017-2018),  mãe de Marina Rosado, Lara Rosado e Gabriel Rosado, e casada com o professor Paulo Sidney.

Formada em administração de empresas, Larissa já desempenhou diversas atividades tendo destaque como diretora do Jornal “O Mossoroense”, da FM Resistência e da Casa de Saúde Dix-sept Rosado.

Nome mais falado na semana em toda imprensa potiguar, Larissa Rosado é nossa convidada, hoje, do Bate-papo Independente.

E iniciando nossa entrevista, era impossível não tratar de outro tema que não fosse sua iminente e inesperada exoneração da Assembleia Legislativa. Assim, questionamos a Larissa o motivo de sua saída da chefia de gabinete do Deputado Ezequiel Ferreira.

– Agenor, a minha exoneração do cargo de chefe de gabinete da presidência da AL, foi conversada com pessoas do meu grupo político e partido que faço parte. Estou à disposição do meu partido  e nós entendemos ser importante que eu esteja à disposição de Mossoró, então eu tive que seguir o prazo de desincompatibilização. Reafirmo o que tenho dito, o momento que vivemos é delicado e o foco deve o combate a pandemia , a preservação dos potiguares. Quando chegar o momento certo, trataremos das definições políticas que envolvem o próximo pleito.

– Mas Larissa, é impossível conversar com você e não falar em eleições. Assim, pergunto, qual seu posicionamento sobre a realização das eleições neste ano? Pela manutenção, adiamento ou prorrogação dos mandatos para 2022?

– Diante a pandemia sanitária, acredito que o caminho é o adiamento.  O senado definiu que decidirá sobre isso até dia 30 de junho, mesmo o TSE mantendo os prazos regulares. Eu acredito que irá acontecer um adiamento que é diferente da unificação com a eleição de 2022. A unificação eu acredito ser mais difícil porque tem uma questão de legislação também. Sou contra a prorrogação dos mandatos pois os atuais mandatários foram eleitos para desempenhar um mandato de quatro anos, prorrogar seria mudar a regra com o jogo andando . Não se pode negar  que existe um prejuízo na fase de  pré campanha e isso pode se estender para as outras fases da campanha.

– E há chances de Larissa Rosado ser candidata a vereadora em 2020, ou Sandra Rosado continuará na disputa pelo legislativo?

A candidatura de vereadora é de Sandra Rosado que tem feito um mandato exemplar, uma história magnífica pela política de Mossoró, do RN e do país.

|Nota do Blog|: Neste momento, restou claro que Larissa vem para buscar uma vaga realmente no pleito majoritário.

Continuemos a entrevista…

– Você é ex-deputada, com vários mandatos. Ademais, seu cargo na Assembleia acabou por deixar você ainda próxima do contato com os parlamentares. Assim, como você avalia os mandatos dos deputados “de Mossoró”?

– Meus mandatos sempre foram muito próximos de Mossoró. Eu estava toda semana em Mossoró e ouvia os anseios dos mossoroenses. Ecoava a voz do povo de Mossoró para o RN e, quem sabe, para o Brasil. Eu acredito que esse é o papel do parlamentar eleito com a maioria de votos de sua cidade, como foi meu caso, honrar os meus votos. E honrei em todos os meus mandatos e cargos que ocupei, porque acredito ser isso que deseja a população de Mossoró. As redes sociais hoje dão mais visibilidade ao que os parlamentares fazem na Assembleia, mas também é uma faca de dois gumes. Quem não for real, quanto a prestação de contas de sua ação parlamentar, a população percebe. Eu sempre tive uma conexão muito verdadeira e próxima com meu público e sigo até hoje. Ouço, peço sugestões, respondo e, falo a verdade. Acho que isso é o que faz as pessoas continuarem me apoiando e me acompanhando. Quanto aos deputados que tiveram votos em Mossoró, eu deixo a avaliação para população.

– Esquecendo um pouco os parlamentares, e qual sua análise dos governos Fátima Bezerra e Rosalba Ciarlini no que atine ao combate à pandemia?

– Primeiro, é uma situação muito complicada para todos os governos, por ser algo que nunca vivenciamos. O que sei que é que precisamos de medidas emergenciais e efetivas. Não podemos esperar porque a saúde não espera. Eu acho que a equipe da governadora tem se esforçado, mas não tem sido o suficiente para cumprir os compromissos assumidos com a população. A população não entende burocracia, não entende a falta de leitos, de medicamentos. A população quer uma medida para ontem até porque já se sabia disso há um tempo, quando em dezembro já se falava disto na China. O governo precisa se planejar melhor e espero que encontre o caminho certo e que  muitas vidas sejam salvas. Torço pelo sucesso das medidas governamentais.

Já quanto ao governo municipal, eu percebi que a prefeita Rosalba e sua equipe foram rápidas na tomada de decisões e buscaram ajuda para melhoria do sistema de saúde. Infelizmente, as coisas não acontecem como a gente quer. A burocracia, novamente, faz com que as coisas possam demorar um pouco. Mas, acredito na vontade da prefeita e no trabalho que vem sendo desenvolvido pela secretária Saudade e de toda sua equipe de fazerem o melhor para a cidade e espero sinceramente que consigam. O gabinete de crise tem se reunido e tem sido transparente com a população, informando dados e medidas.

– Larissa, tratando um pouco sobre o seu partido, o PSDB. Como vem a sigla para as eleições proporcionais de Mossoró? Há espaço real para nomes além de Sandra Rosado?

– Nós temos feito durante todo esse tempo um trabalho de fortalecimento do PSDB que é uma orientação do nosso presidente Ezequiel Ferreira. É isso que estamos fazendo. Nós conversamos com muita gente, muita gente boa, muita gente que pensa numa Mossoró em crescimento continuo. E, essas pessoas foram muito bem vindas ao PDSB. Todos que possam contribuir para o partido e para Mossoró terão espaço sim, porque pensando numa cidade e num país grande. A nossa bancada será ampliada em Mossoró, pois temos nomes de homens e mulheres comprometidos com a cidade, com potencial eleitoral significativo. Nossa bancada, atualmente, tem duas vereadoras, Sandra Rosado e Aline Couto e tenho que certeza que elegeremos um número de vereadores bem maior nas próximas eleições.

– Agora talvez você não queira responder, até porquê já deixou claro que não é o momento, mas Mossoró se pergunta: Há possibilidade real de vermos Larissa Rosado candidata a prefeita ou mesmo a vice?

– Como falei antes  eu queria evitar ao máximo falar de política neste período em que a população vive uma angústia tão grande diante da pandemia. Não acredito seja prioridade. Aliás, não é. Mas, o PSDB está disponível para conversar, dialogar sobre o futuro de Mossoró e tenha certeza que estaremos ao lado do que será melhor para nossa cidade, como sempre.

– Como boa política que sempre foi, vou aceitar seu esquivamento, até porquê sabemos que não há definições ainda. Mas agradecendo desde já sua participação, peço que, como de praxe, deixe uma mensagem à à população.

– Primeiro eu quero agradecer o espaço, Agenor, para falar à população da minha terra, da terra que amo, da terra que nunca saí de verdade e que sempre me recebe com muito carinho.

Quero deixar uma palavra, principalmente de esperança. Nós estamos passando por um momento muito difícil, especialmente nas famílias que mais precisam. E, eu espero sinceramente que isso tudo passe logo e que os impactos sejam os menores possíveis, mesmo achando improvável.

Ainda quero reforçar que desde que entrei na política sempre achei que a política é uma ferramenta de transformação social e é por isso que continuo fazendo política, porque acredito que podemos mudar a vida das pessoas através dela. E, eu sei que tem muita gente desacreditada disso, mas eu faço um chamamento para que nós tenhamos esperança, que nós podemos e vamos fazer a diferença que queremos na nossa sociedade, com a participação de todos.

É isso. Larissa Rosado abriu o jogo – ao máximo possível para o momento – sobre seus projetos, e nos concedeu essa ótima entrevista. Sempre solícita, demonstra serenidade nos seus projetos, mas também firmeza no que almeja (apesar de ainda não divulgar).

Agradecemos a Larissa, deixando sempre nosso blog à seu inteiro dispor.

Próximo domingo tem mais Bate-papo Independente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo